19.11.12

Resenha - Divergent



Quem acompanha o blog desder o começo, sabe o quanto eu venho falando, comentando e sendo doida para ler divergente; Então me deu a louca e eu decidi comprar a versão em inglês (Isso por que eu só faço inglês a dois anos) e demorou para eu pegar o ritmo (não por que o livro é ruim, mas porque era a primeira vez que eu vi algo em inglês) então agora eu vim contar essa experiência pra vocês.

 Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Resenha: Todas as minhas expectativas quanto a esse livro foram atendidas e eu não podia estar mais feliz, de verdade foi uma das melhores leituras do ano. A escrita da Veronica é simplesmente perfeita, ela deixa o livro leve mas faz você querer cada vez ler mais e mais ...

A estória é sobre uma Chicago distópica, onde a população está dividida em 5 facções e cada uma valoriza uma coisa como amizade, honestidade, coragem, inteligência e ajuda ao próximo; sempre aos 16 anos a pessoa tem que escolher a qual facção quer seguir ou seja, abandonar ou continuar com a sua família ...

Beatriz está para completar seus dezesseis anos, e onde ela tem que escolher a qual facção quer seguir, e isso seria uma coisa ''fácil'' a não ser pelo fato de ela ser uma Divergent. Neste livro a autora não deixa muito claro o que isso significa, mas no final descobrimos que é uma coisa que a coloca em perigo, em muito perigo.

É claro que não poderia faltar aquele romance jovem né? Mas diferente de vários livros, esse não é o foco principal da trama, mas não posso negar que o Four é perfeito *--*

Eu terminei de ler o livro já faz dois dias, e só hoje eu tô postando a resenha, por que minha nossa, o livro é tão bom que você precisa parar para digerir, principalmente o final, que é com toda certeza inesperado. 

Eu? Ansiosa para ler Insurgent? Claro ou com certeza?

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vem conte-meu sua opinião *--* Mas lembre-se:

• Não xingue, você não gostaria que fosse com você não é?
• Deixe a url do seu blog para eu retribuir a visita.
• "Seguindo, segue de volta?" Depende, se eu gostar do seu blog, sigo sim c: